Serrote 12 Instituto Moreira Salles

ISBN:

Published:

240 pages


Description

Serrote 12  by  Instituto Moreira Salles

Serrote 12 by Instituto Moreira Salles
| | PDF, EPUB, FB2, DjVu, AUDIO, mp3, RTF | 240 pages | ISBN: | 6.36 Mb

Esta edição traz um ensaio visual com 16 xilogravuras de Lynd Ward. A trajetória de Ward é contada em Milhares de palavras sobre livros sem palavras, texto de Art Spiegelman. O poeta e ensaísta americano Wayne Koestenbaum enumera todo e qualquerMoreEsta edição traz um ensaio visual com 16 xilogravuras de Lynd Ward. A trajetória de Ward é contada em Milhares de palavras sobre livros sem palavras, texto de Art Spiegelman. O poeta e ensaísta americano Wayne Koestenbaum enumera todo e qualquer tipo de humilhação. Desenhos de Louise Bourgeois ilustram as impiedosas constatações.

Em outro ensaio visual, a quadrimestral do IMS publica um conjunto de imagens pintadas à mão que deu origem a Árvores pintadas, série que sintetiza o trabalho de Tacita Dean, projetado internacionalmente pelo Turner Prize de 1998, em que se destaca o cruzamento do cinema, da fotografia e do desenho. A artista, que nasceu na Inglaterra e vive e trabalha em Berlim, começou colecionando cartões-postais de troncos deformados e, mais tarde, passou a fotografar árvores centenárias no interior inglês.

O professor de literatura em Princeton Pedro Meira Monteiro busca dissecar a polêmica entre Caetano Veloso e Roberto Schwarz, que há poucos meses publicou um ensaio sobre o livro do baiano, Verdade Tropical. No texto, Schwarz reconhece a qualidade literária do cantor e compositor, mas identifica em Caetano uma perda de engajamento, como se ele tivesse cedido ao apelo do mercado e da cultura de massas. E dinheiro é o tema das obras de Cildo Meireles que acompanham o texto. É também baseada na lógica do mercado a parábola do cineasta alemão Alexander Kluge que a revista publica em sua 12ª edição.

Na pequena história de ficção, o sêmen do filósofo Nietzche foi guardado por sua irmã e pode ser usado para reprodução na África ou em São Paulo. Contra os poetas, de Witold Gombriwicz, é uma joia perdida, segundo o editor da serrote Paulo Roberto Pires. O texto reflete a solidão radical do autor que, escrevendo em polonês entre a Argentina e a França, fez da deriva modo de vida e de criação. Obras do artista paraense Emmanuel Nassar, da série Chapas, acompanham o ensaio.

O professor da Universidade de Newcastle upon Tyne, na Inglaterra, Lars Iyer provoca - mesmo diante de uma inflação de autores e de leitores, a literatura é um cadáver que já esfriou. As fotos que acompanham o texto são do espanhol Eduardo Outeiro Ferreño e fizeram parte da exposição Cabañas para pensar, que documenta os lugares onde escritores e artistas buscaram isolamento para criar. No ensaio Viagem à roda de uma dedicatória, Paulo Roberto Pires vê parte da história do ensaísmo brasileiro como fruto da relação de Alexandre Eulalio e Roberto Schwarz.

O texto é ilustrado pelos Estudos de cor do artista americano nascido na Alemanha Josef Alber. Uma cultura de trocas e remixes - essa é a ideia principal de Jonathan Lethem no ensaio em que argumenta que a propriedade intelectual minimiza o papel fundamental que apropriação, citação e alusão têm no próprio ato criativo. Dez (possíveis) razões para a tristeza do pensamento, escrito por George Steiner, trata do conflito entre a capacidade infinita de refletir e os diversos limites da existência.

Sete linogravuras do alemão Gerhard Richter, que fazem parte da série Elbe, ilustram a melancolia inescapável atribuída ao homem, defendida por Steiner. No alfabeto serrote - o poeta e ensaísta americano Eliot Weinberger desbrava a palavra/cor azul- já o branco é tema do verbete escrito pelo japonês Kenya Hara, referência no design mundial e diretor de arte da cadeia de lojas Muji- e a fotografia é definida pelo crítico, curador e historiador da arte Jean-François Chevrier.



Enter the sum





Related Archive Books



Related Books


Comments

Comments for "Serrote 12":


fashionincracow.pl

©2010-2015 | DMCA | Contact us